Obrigado pelo seu interesse na Marel

Responderemos à sua mensagem o mais breve possível. Desejamos-lhe um bom dia!

Informações de contato

Você está enviando essa mensagem para

Pergunta

* Campos obrigatórios

Obrigado pelo seu interesse na Marel

Responderemos à sua mensagem o mais breve possível. Desejamos-lhe um bom dia!

Informações de contato

Você está enviando essa mensagem para

Pergunta

* Campos obrigatórios

Histórias de Clientes

Aproveitando ao máximo a carne bovina argentina

19 Jan 2018

Após a Argentina se abrir completamente às exportações de carne bovina no fim de 2015, uma oportunidade surgiu para vários processadores de carne readquirir fatias do mercado. A cadeia de supermercados La Anónima desenvolveu uma forte reputação doméstica como processadora de carnes bovinas, e agora vislumbra possibilidades de se expandir em mercados estrangeiros.

La Anónima é a quarta maior cadeia de supermercados da Argentina, com 161 lojas por todo o país. No momento, cada loja possui seu próprio açougue, mas a La Anónima está trabalhando para obter uma produção e operação de cortes de carnes mais centralizada. Segundo Nicolas Braun, CEO da La Anónima e bisneto do fundador da empresa, há um bom motivo para investir em automação.

"Enquanto ainda tínhamos fortes regulamentações para exportação de carne bovina na Argentina, investimos todos os nossos esforços em criar uma produção de carne estável e eficiente em nossas plantas para abastecer nossos próprios supermercados e o mercado interno. Agora também seremos capazes de trabalhar para expandir as exportações, principalmente para Alemanha e Israel. "O foco no fornecimento de carne de qualidade para os diversos supermercados da La Anónima ainda é uma alta prioridade, no entanto. "Com nossas duas plantas de processamento de carnes, fornecemos vários cortes de bife e peças aos supermercados, onde são adicionalmente cortados e processados.

Desejamos tornar esse processo mais eficiente, motivo pelo qual também adquirimos o sistema de desossa e corte StreamLine. Isso significa que não há necessidade de refile e porcionamento nos supermercados."
 

NOVA TECNOLOGIA É UM DESAFIO

Quando a La Anónima decidiu trazer a nova tecnologia StreamLine, ela sabia que seria um desafio mudar seus métodos de produção. "Implementar novas tecnologias exige muito compromisso", diz Nicolas Braun, "mas sentimos que, com a Marel, descobrimos uma boa parceira de longo prazo que nos ajudaria a avançar. Na verdade, a cooperação com a Marel, aqui e na Islândia, é excelente. Ela possui experiência suficiente para compreender perfeitamente o que pedimos e o que precisamos."
 

O SISTEMA FORNECE UMA PERCEPÇÃO COMPLETA

Frederico Muniz, gerente de abatedouro da La Anónima, explica como o sistema StreamLine forneceu uma grande ajuda na produção de produtos finais. "O sistema StreamLine nos permite obter informações sobre o que está acontecendo ao longo de toda a produção. Ele nos fornece rastreabilidade online muito precisa, por corte individual, sem perda de produtividade."

Após as carcaças saírem do frigorífico, elas são cortadas em quartos e peças grandes. No processo de corte das carcaças, um código de barras é lido pelo sistema para rastreabilidade. Cada corte subsequente executado nas peças estará relacionado ao código de barras.

A implementação do sistema de desossa e corte StreamLine foi facilmente adotado por novos operadores que vieram para a fábrica e os que já trabalhavam na planta de processamento de carnes apresentaram mais dificuldade em "aceitar" o novo sistema. Após algum tempo, no entanto, todos eles estão completamente adaptados ao sistema e constataram os seus benefícios. Por exemplo, resultados podem agora ser observados enquanto o trabalho está em andamento, em vez de esperar até o fim do dia de produção, e ajustes e aprimoramentos podem ser realizados durante o processo de produção em si.

"Observamos que um sistema tradicional precisa de, aproximadamente, 20% a mais de trabalhadores", diz Muniz. "O sistema StreamLine oferece uma manipulação muito eficiente e também é muito mais ergonômico. Os operadores não precisam alcançar os produtos, eles são levados diretamente às suas estações de corte."
 

OPERAÇÕES SUAVES COMBINADAS COM SERVIÇOS

Ao mesmo tempo em que a La Anónima investiu no sistema de desossa e corte StreamLine, ela também investiu em um Contrato de Serviço Marel (SLA). Frederico Muniz explica suas considerações sobre serviços: "Qualquer empresa que invista em uma solução tão grande e avançada como a nossa deve considerar que não pode economizar dinheiro ao apenas conservá-la como está. Ela deve ser operada e mantida corretamente. Felizmente, fomos capazes de trabalhar bem com nossos equipamentos, e as necessidades de manutenção e peças de reposição foram bem gerenciadas."