Marel fornece tecnologia para o maior frigorífico de suínos da América Latina

Frimesa Plant

A Frimesa inaugurou em Assis Chateaubriand (PR-Brasil), no dia 13 de dezembro, o maior e mais moderno frigorífico de suínos da América Latina. A Marel foi a parceira tecnológica que viabilizou a execução deste grande projeto, fornecendo todas as soluções para as linhas de processamento primário e secundário.

Com investimento de aproximadamente R$ 4 bilhões, a unidade, com área construída de 148 mil m², também é referência em sustentabilidade, tem capacidade de processamento de 1.000 suínos/hora e deve gerar, na primeira fase, 2.000 empregos. O início das operações está previsto para março de 2023.

Autoridades, como o vice-governador do Paraná, Darci Piana, o presidente da Frimesa, Valter Vanzella, diretores, funcionários, clientes e fornecedores da Frimesa e cooperativas parceiras participaram da solenidade, que também contou com a presença de executivos da Marel.

Frimesa Marel Homage

Momento da entrega de homenagem da Marel à Presidência da Frimesa. Na foto, Guus Heijnen, Fernando Roos e Luiz Giribone com Valter Vanzella, Presidente da Frimesa e Elias Zydek, Diretor Executivo.

Em seu discurso, o presidente da Frimesa, Valter Vanzella, destacou que o frigorífico, inaugurado na data do aniversário de 45 anos da cooperativa, é o marco de uma história de superações. Lembrou que, em 2007, a cooperativa tinha um frigorífico que abatia 1.500 suínos por mês e que hoje figura entre as 50 marcas mais lembradas pelo consumidor brasileiro.

“A nova unidade foi construída com o que há de melhor em tecnologia para atender aos anseios dos associados”, informou o presidente Valter Vanzella, acrescentando que a localização da nova planta, a 150 quilômetros de distância da sede, em Medianeira (PR), foi escolhida em função da concentração de produtores na região. “Além de ser motivo de muito orgulho para o cooperativismo brasileiro, representa a força que o setor tem em agregar cada vez mais valor à produção e, ainda, estar gerando milhares de novos empregos diretos e indiretos”, declarou.

Novo padrão para o mercado brasileiro

Para o diretor de operações de vendas da Marel, Guus Heijnen, o frigorífico inaugurado pela Frimesa representa a definição de um novo padrão para o mercado brasileiro e demonstra a capacidade da Marel como um fornecedor de linha completa. “É o maior projeto da Marel na América Latina, com as mais recentes inovações tecnológicas. Foi executado em cooperação com a Frimesa, uma cooperativa muito respeitada no Brasil, mas também conhecida globalmente. Um marco em todos os aspectos.”

O diretor geral da Marel na América Latina, Clausius Nobrega, ressalta que o Projeto Assis Chateaubriand (PR) representa o esforço e a integração dos times, América Latina e global, para trazer as melhores soluções disponíveis da Marel de processamento inteligente e automação de suínos para a Frimesa, combinando com as soluções avançadas de gerenciamento de dados e processos, viabilizadas pelo Innova. “Representa a nossa missão, de trabalhar em parceria com a Frimesa, para transformar a forma como os suínos são processados, produzindo alimentos de alta qualidade, seguros e com a velocidade e valor desejados pelos consumidores.”

O diretor de vendas Meat LATAM, Fernando Roos, lembra dos desafios que a equipe superou para fechar as negociações do pedido de linha completa durante a pandemia de Covid-19 e informa, com orgulho, que este é um projeto referência para a Marel, em nível mundial, por reunir praticamente todas as tecnologias atuais disponíveis para processamento primário e secundário de suínos. É a maior linha de processamento de suínos da América Latina, pois poderá chegar na fase 3 (duplicação da linha de abate e desossa) a uma capacidade de processamento de 1.100 suínos/hora. Também conta com tecnologias inovadoras como insensibilização por CO², cinco robôs na linha de abate, corte primário automatizado vertical com o Sistema DeboFlex Primal Cut, desossas de pernil e paleta com o Sistema DeboFlex de transporte vertical; câmaras de carcaças totalmente mecanizadas e o software de controle de equipamentos e produção (MES) Innova da Marel, que controla desde a chegada de animais vivos até a saída dos produtos prontos da área de industrializados.

Frimesa Plant 2

Parceria de longa data

A parceria entre a Marel e a Frimesa teve início quando a cooperativa começava sua jornada e se chamava Central Sudcoop. Através do portfólio Sulmaq, desde os anos 80, a Marel era o provedor preferencial de linhas primárias e secundárias de processamento de suínos.

Fernando Roos lembra que na metade dos anos 90, a Frimesa foi a primeira empresa brasileira a implementar uma linha completa de produção de presunto cozido com a tecnologia de músculo inteiro, através do parceiro Metalquimia da Espanha, que a Marel do Brasil mantém até hoje.

“No final dos anos 2000, a Marel com o portfólio Sulmaq, foi a grande parceira da Frimesa na ampliação e modernização da planta de abate e desossa de Medianeira, capacitando a mesma para chegar a níveis de capacidade de abate que eram inimagináveis na época”, relata.

Já em 2014, a Frimesa novamente inovou no Brasil sendo a primeira empresa do país a investir na automação primária, instalando os três primeiros robôs de abate de suínos, do portfólio Marel, na planta de abate.



Entre em contato

A nossa equipe dedicada está aqui para ajudar e responder a todas as dúvidas que você tiver. Preencha o formulário e entraremos em contato com você assim que possível. Estamos ansiosos pelo seu contato.