Peso e qualidade são dois atributos principais de uma ave, determinando a lucratividade para o processador

Registro preciso de peso e qualidade - uma das principais prioridades no processamento de aves

Smartweigher IRIS Italy

Fabricar produtos de alta qualidade sempre será a principal prioridade do processador. Mesmo nas operações mais produtivas, no entanto, às vezes acontecem rebaixamentos. O importante então é a capacidade de identificar esses produtos, a parte responsável pela decisão de fazer o rebaixamento e por quê. Em um mundo onde o número de produtos avícolas cortados e vendidos em porções aumenta a cada dia, rebaixar devido a um defeito em uma única coxa, ainda significa sete componentes de grau “A”. Nessa situação, rebaixar a carcaça inteira não faz sentido financeiro.

Os pesos desejáveis ​​das aves variam entre os mercados. Em alguns mercados, quanto mais pesada a ave, melhor, pois cada ave ocupa um gancho e o processamento das aves mais pesadas não envolve necessariamente mais pessoas. Em outros mercados, particularmente aqueles onde predominam as porções cortadas em embalagens de peso/preço fixo, os produtores buscam alcançar um perfil de peso adequado para tais embalagens. Em cada caso, os processadores precisam ser capazes de verificar se as aves que chegam à planta de processamento têm o peso esperado. Caso contrário, a gestão da planta terá que tomar medidas corretivas imediatas. Quanto antes eles tiverem essa informação, melhor. Uma vez no processo, a lucratividade ideal do processador depende da alocação de cada carcaça no processo posterior, onde ela pode gerar mais retorno.

Um processo diferente

A capacidade de pesar produtos em vários estágios do processo também é importante por outro motivo. Ao contrário de outros processos de fabricação, que montam produtos a partir de peças individuais, o processamento de aves envolve desmontagem. As carcaças sangram, suas penas são removidas, seus pés cortados e todas as entranhas retiradas. Em muitas plantas, os produtos cortados e desossados ​​representam agora a maior parte da produção. O processo de desmontagem pode resultar na perda de muito peso e comprometimento da qualidade. O processador precisa saber o mais rápido possível se algo está errado e exatamente onde o problema está acontecendo.

Vamos agora examinar por departamento quais informações de peso e qualidade idealmente precisamos e por quê.

Pesagem de aves vivas

Embora forneçam o peso total das aves entregues por lote, os sistemas convencionais de pesagem em caixas não pesam as aves individualmente e não podem, portanto, mostrar a curva de distribuição de peso de um lote. Se essas informações também estivessem disponíveis, ajudariam a gestão da planta a gerenciar melhor, pois identificariam quaisquer variações indesejáveis ​​no início do processo, proporcionando tempo extra para apresentar soluções.
A capacidade de pesar aves vivas com precisão também é importante por outras razões, como avaliação do produtor e uma referência de base para verificações de produção posteriores.

Primeira verificação de qualidade

A primeira oportunidade de verificar o estado de saúde de um lote é na área de espera/penduramento, onde os veterinários podem remover aves danificadas e mortas na chegada. Uma segunda verificação após a depenagem permite a remoção de carcaças obviamente doentes, de tamanho inferior ao normal ou mal sangradas, inadequadas para o próximo estágio do processo. Para garantir a alocação correta do custo de tais danos, a capacidade de determinar se o dano a um produto aconteceu na fazenda ou na planta de processamento também é muito bem-vinda.

Verificações de evisceração

A etapa seguinte do processo é a evisceração. Ser capaz de comparar os pesos vivos e eviscerados em uma base de carcaça por carcaça forneceria informações valiosas sobre o desempenho do equipamento de evisceração automática à gestão da planta, permitindo uma reação imediata a quaisquer variações inaceitáveis. Essa verificação também serviria como base para monitorar o desempenho do resfriador.

Imediatamente após a evisceração, o grau de qualidade de cada carcaça já será óbvio. Em muitas plantas, no entanto, a primeira verificação de qualidade ocorre após o resfriamento na linha de distribuição de carcaças inteiras. Seria útil conhecer o perfil de qualidade de um lote antes de entrar no resfriador, pois em algumas plantas as carcaças podem passar de duas a três horas no processo de resfriamento. Mais uma vez, isso daria à gestão mais tempo para reagir a quaisquer situações inesperadas.

iris-df-poultry.jpg

Tempo de decisão

É na linha de distribuição de aves inteiras que a pesagem e a classificação de qualidade precisas realmente começam a contar, pois é neste ponto que a alocação precisa de cada carcaça para o processo posterior correto determinará a lucratividade de uma planta de processamento, em grande medida.

Ser capaz de classificar não apenas a carcaça inteira, mas também cada peça anatômica é particularmente importante nas plantas onde a maioria é porcionada. Como já observamos, uma única peça rebaixada ainda significa sete peças de qualidade premium. Como o processo posterior para peças de grau “A” e rebaixadas provavelmente será diferente, uma técnica para manter seus fluxos separados também seria um benefício.

A classificação precisa também é importante por outro motivo. As manchas aceitáveis ​​para um cliente nem sempre são aceitáveis ​​para outros. Ser capaz de medir o tamanho de uma contusão ou o comprimento de um arranhão seria uma grande vantagem nessas situações.

Entra a Marel

A Marel possui a resposta: seus sistemas SmartWeigher e IRIS controlados pelo software líder da indústria, Innova PDS.
A SmartWeigher pode pesar carcaças nas linhas de abate, evisceração, distribuição de aves inteiras e linhas de corte. Os sistemas de visão IRIS podem avaliar a qualidade da carcaça individual nos mesmos pontos do processo. Ambos os sistemas operam nas maiores velocidades de linha atuais.
O software Innova PDS manuseia os dados recebidos de ambos os sistemas e apresenta informações importantes para a gestão da planta minuto a minuto.
A seguir, um resumo das possibilidades Marel em ordem cronológica de processo.

Pesagem da linha de abate

Instalada no início da linha de abate e depenagem, A SmartWeigher, que opera com ganchos de linha de abate padrão com espaçamento de 6 pol, pesa aves vivas após atordoamento elétrico ou em atmosfera controlada.

A SmartWeigher possui diversas vantagens. Ao contrário dos sistemas convencionais de pesagem em caixas, o sistema pesa apenas aves vivas atordoadas, sem fezes ou pedras. Como o sistema pesa cada ave individualmente, ele pode mostrar a curva de distribuição de peso de cada lote. Em uma situação ideal, todas as aves devem ter o peso ideal e a curva deve ser plana. A SmartWeigher também é extremamente precisa. Técnicas de autoaprendizagem inovadoras e altamente eficazes neutralizam o atrito e a vibração, dois inimigos tradicionais da pesagem precisa em linha. A SmartWeigher também é extremamente fácil de manter. Uma vez configurada durante a instalação, a recalibração regular é desnecessária.

 

smartweigher-df-poultry.jpg

Primeira verificação IRIS

A instalação do sistema de visão IRIS na linha de abate é feita após a depenagem. O sistema, que avalia o peito de cada carcaça, pode diferenciar entre danos da máquina e causados durante o crescimento. O IRIS utiliza a forma, a cor e a textura para avaliar as carcaças. Instalado na linha de abate, ele identifica carcaças subdimensionadas, sangramento ruim, membros quebrados e penas residuais e é uma ajuda útil para veterinários na proteção da higiene do processo posterior, particularmente nas altas velocidades de linha atuais. O software Innova instrui o primeiro rependurador da Marel que transfere as carcaças automaticamente para a linha de evisceração a descarregar as rejeitadas.

Coleta de dados

O software Innova garante que as informações de peso e qualidade de cada carcaça, coletadas pela SmartWeigher e o IRIS em várias etapas do processo, permaneçam com ela até sua liberação como produto inteiro ou porcionado. A comparação de pesos permite que a gestão da planta de processamento controle de perto os rendimentos ao longo do processo.

Opções da linha de evisceração

Em uma linha de evisceração, a SmartWeigher e o IRIS podem seguir a última máquina do processo. Ambos os sistemas fornecem à gestão da planta um sistema de alerta precoce eficaz, caso a qualidade ou o peso da carcaça não sejam os esperados. A SmartWeigher olha para trás e para a frente, permitindo que o desempenho dos equipamentos de evisceração e resfriamento seja monitorado minuto a minuto.

 

Iris Ev Vision Grading System

Foco na precisão da pesagem

Pesagem ultraprecisa e classificação de qualidade são particularmente importantes quando chega a hora de alocar as carcaças após o resfriamento.
Os sistemas SmartWeigher instalados nas linhas de distribuição de aves inteiras e de corte ACM-NT possuem tara automática de ganchos/transportadores de cada circuito de transporte. O giro dos ganchos com espaçamento de 8 pol na linha de distribuição significa que as asas não podem mais se tocar. Diferentes pesos de ganchos e asas em movimento não podem mais afetar negativamente a precisão da pesagem.
Os transportadores na ACM-NT possuem espaçamento de 12 pol. Instalada neste sistema de corte, a SmartWeigher pode pesar carcaças inteiras, selas traseiras ou ambos.

Foco na qualidade

Os ganchos/transportadores nas linhas de distribuição e de corte ACM-NT possuem um espaçamento maior do que nas linhas de processamento primário. Com todas as asas esticadas, um sistema IRIS instalado na linha de distribuição pode inspecionar o peito e o dorso, obtendo uma visão geral de cada carcaça. O IRIS detecta penas residuais, membros quebrados, hematomas, arranhões e sambiquiras vermelhas e pode até detectar o tamanho de um hematoma ou o comprimento de um arranhão.

Seja instalado na linha de distribuição ou corte, o IRIS classifica tanto a carcaça inteira quanto suas partes anatômicas individuais.

Outros benefícios importantes

Além de ajudar a garantir que as carcaças sejam sempre colocadas em sua forma lucrativa, a SmartWeigher e o IRIS, conectados ao software Innova, contribuem para a eficiência operacional geral de várias outras maneiras. Em plantas equipadas com dois ou mais sistemas ACM-NT, as informações de peso de uma instalação SmartWeigher na linha de distribuição podem ajudar os usuários a otimizar os rendimentos, estreitando a faixa de pesos alocados para cada sistema de corte. As informações da SmartWeigher instalada nas linhas de distribuição ou de corte, também podem ajudar a aumentar os rendimentos da carne de peito. Isso envolve a instalação de módulos adicionais para cortar metades dianteiras e capas de peito mais leves e pesadas para distribuição em linhas duplas FHF-XB e AMF-i, cada conjunto para manusear uma faixa de peso limitada.
As informações do IRIS podem economizar trabalho de inspeção e aumentar a eficiência geral do empacotamento, identificando carcaças ou peças degradadas e, em seguida, liberando-as automaticamente em uma transportadora ou contentor separado.

Acesso fácil

O Innova apresenta informações das instalações SmartWeigher e IRIS em painéis de fácil leitura localizados centralmente, oferecendo aos processadores controle completo sobre os dois atributos de cada carcaça, peso e grau de qualidade, o que determinará em grande parte a lucratividade da planta. Em uma planta equipada com as duas tecnologias, as informações sobre cada carcaça aumentam à medida que ela avança no processo. A gestão da planta pode acessar essas informações em qualquer estágio, permitindo que identifiquem problemas potenciais o mais cedo possível. Perda de qualidade e rendimento e produto alocado incorretamente, todos custam dinheiro. Evitar essas armadilhas é a melhor resposta.

 





Entre em contato

A nossa equipe dedicada está aqui para ajudar e responder a todas as dúvidas que você tiver. Preencha o formulário e entraremos em contato com você assim que possível. Estamos ansiosos pelo seu contato.